“Então Abraão disse a seus servos: “Fiquem aqui com o jumento enquanto eu e o rapaz vamos até lá. Depois de adorarmos, voltaremos”.

Gênesis 22:5

Este capítulo nos ensina uma das etapas mais difíceis da vida de Abraão. As Escrituras dizem que “Deus testou Abraão”, pedindo para ele sacrificar o que ele talvez mais amava: seu filho Isaac. Mas, no final desta história, Abraão é aprovado por Deus e consegue superar esse momento difícil de sua vida.

No verso mencionado, podemos observar várias atitudes e ações fundamentais para superar tempos e momentos adversos da provação. Veja:

1.  Obediência: Vemos isso quando Abraão diz: “Eu e o rapaz iremos para lá”. Deus havia lhe dito que ele viajaria para a terra de Moriá. E ele fez isso. E quando viu o lugar de longe, mandou seus servos ficarem onde estavam e ele continuou o caminho com seu filho.

Abraão não questionou a Deus em nada e nem pediu explicações. Ele simplesmente obedeceu e, por isso, foi abençoado e honrado pelo Senhor.

2.  Adoração: Abraão expressa seu primeiro objetivo de ir para lá: “adoraremos”. A vida de adoração, quando depende do estado emocional do adorador, é quase destruída, quando surgem dificuldades.

Quando o adorador aprende que seu Deus é o mesmo em todas as circunstâncias e que ele é Deus Todo-Poderoso, ele o adora acima das adversidades. Ele o adora mesmo que o caminho que ele percorra seja difícil.

3.  Perseverança: Depois de viajar três dias (com o filho e com os servos), Abraão vê o lugar de longe e continua a jornada, caminhando apenas com o filho. Foi uma jornada difícil, por terra semi-deserta. Agora ele começa a subir a montanha que Deus indicou, cansado, pensando e preocupado com o futuro de seu filho, o de sua família, lembrando das promessas que o Senhor havia feito para ele. Mas, apesar de tudo isso, Abraão foi para o lugar que Deus havia determinado.

4.  Fé: Abraão diz: “Adoraremos e voltaremos”. Ele estava confiante de que ele voltaria com seu filho, pois Deus lhe dissera: “Por Isaque, sua semente será prolongada”.

O Espírito Santo nos revela através do Novo Testamento que Abraão obedeceu a Deus, crendo que Ele é poderoso para ressuscitar os mortos:

“Abraão levou em conta que Deus pode ressuscitar os mortos; e, figuradamente, recebeu Isaque de volta dentre os mortos.” Hebreus 11:19 NVI.

Abraão tinha toda a sua confiança em Deus.     

Reflexão final: O que destacou Abraão foi precisamente sua fé em Deus. É necessário continuarmos nosso caminho de fé, sem desmaiar ou desistir. Pode ser necessário descansar, porém temos que lembrar que o verdadeiro descanso está apenas em Sua presença.  Portanto, não perca a sua fé, confie. Não pare no meio da sua luta, porque grandes bênçãos estão por vir. RECEBA A Bênção do Deus Todo-Poderoso.

Deixe uma resposta para A WordPress Commenter Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.