Assim como as palavras não funcionam sem fé, a fé sem palavras também não funciona. Ambos são necessários para ativar a lei da fé.

Há muitos cristãos que ignoram esse princípio. Eles sempre falam palavras de dúvida e descrença. Então, um dia eles se levantam e declaram algumas palavras de fé, e esperam mover montanhas. No entanto, para sua surpresa, as montanhas não se movem.

Por que elas não se mexem?

Porque Mateus 12: 34-35 diz que são essas palavras que vêm do coração que produzem resultados.

Isso significa que você não deve falar palavras de fé até ter certeza de que tem fé para apoiá-las?

Não! Falar palavras de fé é um bom exercício espiritual. Por exemplo: se você deseja receber cura, submeta sua mente e boca à Palavra de Deus em relação à saúde. Em vez de falar sobre como você se sente mal, repita o que Isaías 53:5 diz:

Se você continuar meditando nessas palavras, ela começará a ficar cada vez mais profunda no seu coração. Elas criarão raízes no seu coração e começarão a crescer. Chegará um dia em que você estará falando sobre algo que está em abundância no seu coração.

E quando isso acontece, não importa as circunstâncias. Porque você saberá que receberá aquilo que você crê. Aí então você terá cruzado a linha da esperança para a linha da fé e verá as montanhas se moverem!

A boca fala daquilo que o coração está cheio

Quando eu era criança e dizia algum palavrão, a minha mãe me dizia que iria lavar a minha boca com sabão. Mas não era minha boca que precisava de limpeza – era meu coração.

Veja bem, sua língua fala apenas o que está no seu coração. Estas são as palavras de nosso Senhor Jesus Cristo. E ele diz que dizemos sem pensar, de maneira descuidada, o mal vem apenas de um coração mau e sujo.

Nós, como cristão, ainda não levamos a sério o que nosso Senhor disse sobre dominar nossas línguas. Ele fez disso uma questão do coração, uma questão de vida ou morte! Minha língua negligente não apenas mata toda a minha suposta espiritualidade, mas também me faz encarar o fato inegável de que meu coração está sujo, manchado. Algo do fogo do inferno está em chamas dentro de mim.

Se eu ouvir palavras sensuais e lascivas saindo da minha boca, se eu falar alguma fofoca, se eu contar uma piada suja, se eu enganar alguém, se eu falar mal ou com ciúmes de alguém, se eu levantar minha voz e gritar com a minha família, eu falar palavrões, se uma só sai palavras envenenadas da minha boca, então eu devo me perguntar: “Que coisas sujas e impuras ainda existem no meu coração estão me levando a falar dessa maneira?”

Devemos examinar nosso coração e nos perguntar: “De onde vem isso?”. Deve haver algo com o qual ainda não lidei, ou não estaria falando essas coisas. Por que estou murmurando e estou com tanta maldade dentro de mim? Por que pronuncio palavras tão más e sem sentido? Quais coisas precisam ser quebradas em meu coração?

Palavras mal usadas e não governadas não são apenas um defeito. Não são apenas uma fraqueza ou um hábito em que ocasionalmente caímos. Você não pode falar sobre um irmão em cristo: “Ah, às vezes ele fala palavrão, mas na maioria das vezes ele é realmente gentil e amoroso. E ele ama profundamente o Senhor. Ele realmente não faz por mal”.

Não! Jesus diz que essa pessoa tem um coração sujo e mau!

Você conhece alguém na igreja que de vez em quando fala para você: “Você ouviu o que eu ouvi?”. Observe: Não importa o quão limpa essa pessoa possa parecer, não importa o quanto ela ore ou louve a Deus na Igreja, há algo mau no coração desta pessoa. Há algo ruim que ainda não foi limpo pelo Espírito Santo.

Jesus dá a este assunto um grande peso:

Jesus está dizendo: “Se você descuida com a sua língua – brigando, reclamando, murmurando, fofocando – você tem um sério problema no coração! Seu coração não está bem com Deus. Se alguém age assim, há então coisas enterradas e que faz mal armazenadas dentro delas, assim como uma cobra tem bolsas de veneno armazenadas atrás de seus dentes para injetar o veneno. Se veneno um mortal está saindo de você, é porque essa bolsa ainda não foi drenada.

Nenhum ministro, nenhum obreiro cristão está isento deste aviso do Senhor! Para todos nós, Jesus nos diz: “Examine seu coração e descubra por que você ainda fala de forma imprudente e descuidada!”.  

Toda vez que admitimos que saiu fofoca dos nossos lábios, devemos parar e dizer ao Senhor: “Senhor, ainda deve haver no meu coração uma raiz de ciúme ou inveja. De que outra forma eu posso julgar meu irmão ou minha irmã tão rapidamente? Ainda deve haver muitas coisas para serem tratadas em mim através do Espírito. Oh Pai, sonda o fundo do meu coração e desenterre as raízes de amargura, ganância, orgulho ou seja o que for!”.

Deus quer arrancar o mal que está em nosso coração, a bolsa de veneno escondida dentro dele. Esse mal não precisa ser coberto, mas descoberto e removido. Deus quer tirar a raiz que causando isso e curá-lo completamente.

Temos que nos arrepender e orar de todo o coração a respeito daquilo que falamos e que não agrada a Deus. Que toda raiz do mal seja removida de nossos corações, em nome de Jesus. Amém!

Ore:

Senhor, ajuda-me a mostrar a tu a palavra em abundância no meu coração, com palavras que tragam alívio e sabedoria para as pessoas ao meu redor. Que minhas palavras, em qualquer circunstância, sejam um exemplo de fé e confiança em Seu grande poder. Amém!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.